Stand que me quer ficar com 1500€

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Stand que me quer ficar com 1500€

Mensagem  JosEduardo em Qui Jul 29, 2010 1:15 am

Exmos Sr.s

Estou numa situação que não sei para que lado me heide virar e gostaia de uma opinião porfavor; o que me aconteceu foi o seguinte;

Na sexta feira dia 16/07/2010 vi num site "standvirtual.pt" uma viatura num stand de seu nome "Trade4all".

A viatura pelas partes fotografadas http://www.standvirtual.com/carros/VW/Scirocco/P2114213/
apresentava-se minimamente boa, e com as condições fiquei aliciado.
Conactei o stand por telemovel, em que um tal "Sr. Carlos" me atendeu, e disse-lhe que poderia estar interessado na viatura, que gostaria de a ver, mas que só me poderia deslocar ao stand dia 26/07/2010, pois trabalho, sou de Leiria e o stand fica em Alvide-Alcabideche.O "Sr.Carlos" com ar irónico de vendedor, é claro, disse que ja 8 pessoas estariam interessadas no viatura e cito "se eu achava mesmo que o automovel estaria la naquela altura..."dizendo depois "que se eu quisese ver a viatura teria de dar uma caução entre 1500 e 3000 euros, para que ele me aguenta-se a mesma até á data refereida, e que caso não gosta-se me devolveria cito "nota por nota em dinheiro" o valor depositado.

Cai, e na hora, 10 minutos depois do telefonema fiz o deposito da quantia.

Recebi depois um e-mail, com um recido de 1500€ que já se referia a uma entrada inicial, e uma declaração de posse, já da viatura.
Achei estranho, mas julguei que fosse uma maneira de declararem o valor que deu entrada na empres, pois com referi, nunca se falou em contrato, nem eu assinei nada, nem vi a viatura ao vivo.

Fui novamente contactado pelo Sr. refrido perguntando-me o mesmo se estava tudo bem.Disse que julgava que sim, mas que toma-se em atenção que eu vou VER a viatura e não compra-la, cito "eu tenho a certeza que voce vai gostr da viatura e que me vai adquiri-la".

Entretanto referi que poderia mesmo estar, realmente interessado na viatura.
Como me faltavam 6000€ para a mesma, posto esta situação contactei o meu banco so para saber se por acaso me concediam esse emprestimo apesar de ter a decorrer um processo de credito á habitação, e credito pessoal a decorrer, sendo informado pela minha gestora de conta, que provavelmente sim poderiam emprestar.

Sou contactado novamente pelo "Sr. carlos" que me perguntou cito "não pode vir ver a viatura antes é que eu sabado vou para o algarve com a familia e se fosse possivel seria optimo".........pensei para mim "começou a pressão".....disse-lhe que ia ver mas que não sabia se poderia.

Entretanto fiz uma pesquisa na net, a comentários possiveis relativamente ao stand, so para ver onde me estava a meter e deparei-me co isto:
http://www.clubegolfpt.com/forum/viewtopic.php?f=33&t=35697, principalmente quando ele diz e passo a citar:"Estou agora em pé de guerra com a Autolombos e a Trade 4 all (onde comprei o carro).
A Trade 4 all onde comprei o carro não quer que ligue directamente para o stand (não vejo problema pois se tenho um ano de garantia na marca qual é o ptoblema?)
Autolombos, tenho ligado ao longo desta semana para obter informação sobre o carro até esta sexta feira em que um tal Sr. Miguel (que até devia ter vergonha de se chamar Miguel), rejeita-se a dar informação sobre o meu carro dizendo "para obteres informação tens que ligar para o teu stand".
O que é certo é que para todos os efeitos eles tem em posse deles um bem que é meu e que me pertence dizerem que não me dão informação ao sobre algo que me pertence é de deixar os nervos em franja e enviar um e-mail ao serviço ao cliente para a siva.O meu receio actual é ser aldrabado também no concessionário... Por acaso o mecânico a quem mostrei o problema foi muito porreiro comigo e espero que seja ele a mexer no carro, mas por sua vês estou de pé a trás com o facto de esta em pé de guerra com este senhor e com o vendedor que dá as ordens ao stand. Sei lá eu se o carro não está já numa oficina socateira qualquer por ordem do vendedor da Trade4all que para poupar uns trocos anda a improvisar comigo?"(fim de citação)

Ora como ate agora, o unico contacto que tinha tido com eles foi por e-mail ou telefone, é obvio que é mais facil enganar uma pessoa que não se conhece de lado nenhum, do que propriamente uma que conhecemos.

Visto que, depois de ter depositado literalmente a minha confiança no stand, acho que me devem mais confiança eles a mim do que eu a eles, e por isso So gostaria de saber se essa honestidade é reciproca ou não e enviei isto tudo por e-mail para eles, ao qual me respoderam, "Não sei que lhe diga, mas pode confiar em nós"

no dia 22/07/2010, recebo uma chamada do meu banco dizendo, que não me poderiam conceder o credito.

Contactei de imediato, da parte da manhã o dito sr. e expliquei-lhe a situação, que o banco me tinha recusado o credito e que mesmo que eu a quisese comprar não a poderia adquirir, o qual me respondeu cito"se não tem dinheiro arranje-o, eu não lhe devolvo nada sem ver a viatura" ao qual respondi, depois de ja ter falado com o meu advogado, que poderia haver problemas, o qual me aconcelhou que poderia dizer-lhe que se não e devolve-se a quantia, avançaria com queixa crime por burla contra ele, o qual me respondeu desligando-me o telefone na cara.

Tentei informar-me mais sobre os meus direitos e liguei para a direcçao geral do consumidor (sector publico). contando isto tudo, em que a mesma me aconse-lhou a deslocar-me á policia da minha area de residencia, pelo menos denunciar a declaração de posse de viatura, pois poderia acontecer-lhe algo e imputarem-me as culpas por isso, e depois para falar com o meu advogado.

Fui á PSP e responderam-me que aquilo para eles não valia nada, e que fosse ver a viatura, e depois disso se ele não me paga-se que me desloca-se á PJ.

Informei-me novamente com o meu advogado que me disse para ir ver a viatura com uma testemunha, pois assim estaria a cumprir a minha parte do acordo, se era isso que o o "sr. carlos" como condição de devolução da quantia.

na mesma tarde do dia 22/07/2010 desloquei-me a lsiboa, pois tinha uma colega a trabalhar na zona que poderia la ir comigo.

A meio da viagem sou surpreendido com um telefonema do advogado do sr. carlos, que me pediu desculpa em nome do sr. carlos, pela atitude que ele tivera comigo da parte da manhã, e que me perguntou se poderia comprar a viatura cm credito do stand, ao qual respondi que depois do sucedido demanhã, nem que me a oferececem eu a queria, e que ja estava a caminho do stand para ir falar com esse tal "Sr. carlos". o qual me respondeu "ai esta a caminho vou avisar o sr. carlos disso" e eu disse faça o que entender, eu vou cumprir com a parte do meu acordo e depois vamso ver.

10 minutos depois liga-me o dito advogado novamente, a dizer que o "Sr. carlos" ja não se encontava la, e que tinha ido com a familia para o algarve (provavelmente com os meus 1500€.....), ao qual respondi que isso seria problema dele e que eu vou VER a viatuara e se NÃO GOSTAR quero ver como é.

passados 20 minutos liga-me novamente o dito advogado, a dizer cito "então ainda não chegou?O Sr. Carlos esperou ate agora mas como não aparece ja se foi embora" e eu respondi, que eu saiba até ás 19:00 estou interiamente á vontade para aparecer, não combinei nada com ninguem, e que se ele não está azar.".respondeu "mas va com calma não é preciso exaltar-se" respondi "eu estou extremamente calmissimo eu não venho para armar problemas, como disse venho cumprr a minha parte do acordo ou o que quer que isto seja"

quando cheguei ao stand vi a viatura com a minha testemunha, vi que tinha as jantes todas riscadas (na foto do site se repararem bem nos rebordos, nota-se, mas so se nota agora depois de saber), alguns risquitos pequeninos, banco do condutor manchado. alguma ferrugem por baixo, etc..

Disee então que não poderia adquirir a viatura, apontei os defeitos, falei do meu problema bancário, apelei á boa fé, e pedi para ser recersido.o qual me foi negado. E sai de mãos a abanar.

entretanto dia 27/07/2010 demanhã o meu advogado contactou o outro para saber como ficava-mos o qual respondeu ,que não davam o dinheiro, que se quisese-mos para avançar para civel.o qual estamos a fazer.

a minha pergunta é, para alem da falta de má fé do dito Sr. eu não tenho 8 dias para rescindir qualquer tipo de acordo, contrato verbal, ou não, com entrada ou sem ela, com direito?

JosEduardo

Mensagens : 1
Data de inscrição : 29/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum